Comercial e suporte
(11) 2692-2355

A válvula redutora de pressão é um dispositivo mecânico que, durante a passagem de água, reduz a pressão por meio de uma perda de carga. Quando não ocorre o consumo, a válvula se fecha, desse modo, a pressão excessiva não passa para a tubulação a jusante.

Produtos

A Conservadora Paulista disponibiliza no seu catálogo diversas opções de equipamentos para o seu empreendimento, seja ele qual for. No site, você encontra opções de bombas, itens para piscina, válvulas, peças e acessórios. Confira abaixo.

Para que servem as válvulas redutoras de pressão

A NBR 5626 (ABNT, 1996) determina que equipamentos hidráulicos podem operar com no máximo 40 mca de pressão. Dessa forma, edifícios altos precisam usar a válvula redutora de pressão para impedir que essa pressão excessiva chegue aos equipamentos dos apartamentos.

Para esse tipo de operação, existem três principais tipos de válvulas: ação direta, válvula proporcional e válvula pilotada. Cada dispositivo é específico para determinada função. Por exemplo: a válvula redutora de pressão de ação direta reduz a pressão da água antes de um ponto específico do sistema (ponto de instalação) para um valor desejado após ele. Ou seja, a pressão após a válvula será constante, conforme a regulação feita.

A válvula redutora de pressão proporcional não apresenta o sistema de molas ou parafusos de regulagem. Deste modo, o seu mecanismo é automático e funciona de acordo com o princípio de pascal. Ela se mantém fechada quando não há consumo, permitindo assim, que a pressão depois do ponto de instalação não seja maior que a permitida pela norma.

Como terceira opção, é possível escolher a válvula redutora de pressão pilotada, um dispositivo que reduz a pressão de entrada a uma pressão de saída constante, independentemente das variações normais de vazão e pressão do sistema. Se não houver consumo, a válvula se fecha.